Menu



Alburno, Ablete

Nome Vulgar:
Alburno, Ablete
Nome Científico:
Alburnus alburnus
Família:
Cyprinidae
Ordem:
Cypriniformes
Meio Ambiente:
Bento pelágico
Profundidade:
0-10m
Clima:
Temperado
Temperatura:
7 a 15ºC
Longevidade:
4 a 5 anos
Comprimento:
24cm Máx.
Reprodução:
Maio a Julho
Alimentação:
Herbívoros, planctonófagos
Nativa Pen.Ibérica:
Não

Ablete Alburno
Ablete, Alburno
Alburnus alburnus
Alburnus alburnus


Origem

Originário da Europa e Ásia, distribui-se a norte de Cáucaso, Pirenéus e Alpes, e a leste. Naturalmente ausente na Península Ibérica, foi introduzido em Espanha, Portugal e Itália. É um indicador de que não existe poluição na massa de água onde se encontra. Peixe de pequena dimensão, raramente excede os dezoito centímetros e cem gramas. Anda, normalmente, em cardumes numerosos junto à margem, a pouca profundidade ou em zonas com vegetação. É uma presa natural do lucio e do achigã, podendo ser usado como isco vivo para os capturar.

Distribuição Geográfica

Foi detectado inicialmente na barragem do Caia. Provavelmente foi introduzido para servir de alimento para espécies piscívoras nomeadamente o Achigã. Propagou-se um pouco por todo o país. Habita águas abertas de lagos e rios médios a grandes. Forma grandes agregações em águas paradas durante o inverno. Adultos aparecem de forma frequente em cardumes perto da superfície. Quando

Alimentação

Alimenta-se sobretudo de plâncton mas também de insetos flutuantes ou invertebrados caídos na superfície da água.

Morfologia

Espécie de tamanho pequeno (inferior 20 cm) com corpo longo e lateralmente comprimido. Barbatana anal grande com cerca de 17 a 20 raios ramificados. Boca ligeiramente superior. Linha lateral com cerca 45-48 escamas.